13 de junho de 2012

conservas sem conservantes: de pepino, beterraba e humor



A cada fase da vida a gente tem uma mania nova. Alguns chamam de cisma, outro de promessa de ano novo. Eu chamo de falta de grana e uma baita coincidência: peguei a receita do pepino agridoce da minha tia (que é chef, por sinal) e aproveito os sacolões ao redor do quarteirão para abastecer minha geladeira com conservas variadas. Ultimamente tenho achado qualquer texto que escrevo ou já escrevi uma porcaria, então ao invés de ser uma pessoa exemplar e dedicar meu tempo livre a melhorá-lo, "resolvo" meus problemas comendo um vidro de beterraba em conserva ainda quente.

(e isso explica o tamanho deste texto)

Fazer estas conservas não é difícil nem trabalhoso. Leva, no máximo, dez minutos da sua vida e o sabor fica muito melhor do que as conservas compradas no mercado. Divido com vocês porque preciso voltar com este blog e também porque é sempre útil ter uma receita mais natureba à mão. Percebam que só muda o cravo-da-índia na conserva de beterraba.

Um aviso: é importante não errar o tipo do vinagre. Já o açúcar fica por conta de vocês. Eu usei o demerara porque só tinha desse.

Vinagre de maçã e temperos fervendo para fazer a conserva de pepino.

Pepinos marinando. A mesma receita serve para abobrinha fatiada finamente.


Relish de pepino ou Pepino Agridoce*
250g de açúcar demerara
1 pitada de sal
250 ml de vinagre de maçã
pimentas em grão a gosto
mostarda em grão a gosto
3 folhas de louro
3 pepinos japoneses ralados em fatias finas
gergelim branco e preto a gosto

Primeiro ferve-se o açúcar, sal, vinagre de maçã e temperos (exceto o gergelim). Ao levantar fervura, desligar e deixar uns 5 minutos esfriando. Colocar os pepinos e o gergelim e guardar em vidros fechados.

*Também serve para abobrinha crua fatiada. O sabor fica mais suave que o do pepino e combina com sanduíches e com o próprio pepino agridoce.



Beterrabas em conserva. A foto não ajuda muito, mas as fatias de beterraba foram arrumadas no vidro antes de adicionar o vinagre fervido com os temperos.



Conserva de beterraba
250g de açúcar demerara
1 pitada de sal
230 ml de vinagre de maçã
pimentas em grão a gosto
mostarda em grão a gosto
3 folhas de louro
3 beterrabas médias fatiadas e já cozidas (sem desmanchar)
cravos-da-índia inteiro à gosto


Para a conserva de beterraba, adicionei cravos da Índia e tirei o gergelim.

Sempre tento deixar o açúcar em vantagem quantitativa neste caso, porque as beterrabas puxam para o doce. Fervi o açúcar, sal, vinagre de maçã e temperos e desliguei. Acomodei as fatias de beterrabas em vidros de conserva e derramei o líquido com os temperos até preencher todo o conteúdo.


Adoraria testar outras receitas de conserva, mas tenho medo de inventar algumas medidas e no final tudo ficar intragável (como já rolou com algumas geleias que tentei fazer sem receita. Sempre exagero no açúcar!). Alguém tem uma para me passar?

17 comentários:

  1. No final da semana que vem estarei devorando beterrabas feliz da vida. Muitos obrigadas pela receita, bebê.
    Outra conserva que fica boa é aquela de verduras à juliana que postei um tempo atras, tu viu? Fica gênio no meio de um sanduíche :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tinha esquecido, vou separá-la para testar!
      É melhor aproveitar as receitas mais geladas enquanto os termômetros ainda marcam mais de 20 graus por aqui, hehe.

      Excluir
  2. uuuuuuuh, quebrou tudo. eu to nessa de pepino agridoce faz umas duas semanas também. inventei umas coisas que até deram certo, mas foi bem no chute! o teu tá profissa.

    ResponderExcluir
  3. hein Flávia.. pra isso aí durar umas estação e lá vai, rola um lance de ferver os potes e fazer um vácuo, não rola? tens ideia disso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olha, Júlia, não sou boa em programar a longo prazo, mas pelo que leio por aí, tem que ferver sim os vidros e fechar com força do Hulk (e rezar pra não rolar um botulismo, sei lá).

      eu prefiro o jeito mambembe e rápido, mas qualquer hora tento fazer algo mais duradouro - tipo pimentas e temperos numa garrafa de azeite de oliva! sempre quis fazer e a preguiça nunca deixou, hehe.

      Excluir
  4. Nossa, pepino agridoce é o ouro.
    Flávia ce ta morando em Ctba? Vou tentar falar com vc em todos os meios de comunicação pq ce n tem mais FB! hahahah

    Tb to, por isso!

    Bjo :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gabaaaai, apareça aqui em casa e vamos inventar alguma coisa! vem me ensinar a fazer bolo! :)

      Excluir
    2. agora que vi isso! heheheheh :) vamo fazer bolinho! :)

      Excluir
  5. Olá! Eu também, às vezes, fico puto e vou cozinhar!! hehe.
    Seguinte: tenho lido sobre o cravo-da-índia como conservante natural, e a dúvida é a seguinte: uso como o cravo com (e como) os outros temperos, levando ao fogo, ou apenas coloco alguns cravos depois, como o "enfeite" que se coloca sobre os "beijinhos"?
    Grato por responder e... beijinhos! rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mr. Wash, seu nickname é enigmático e louco ao mesmo tempo.

      Bem, eu fervo os cravos junto com outros temperos nesta receita, mas não sei muito bem sobre essas propriedades. Você poderia colocar as referências aqui? Vou dar uma olhadinha nos meus livros também. Por ora só sei que cravos espantam formigas. :)

      Hasta la vista!

      Excluir
  6. oi devo ferver antes os pepinos ou nao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, filhinha, ferver apenas o vinagre. Esta receita é para conserva de pepino japonês, se quiser fazer daquele tipo com salmoura é outro esquema que, infelizmente, eu não domino. Boa sorte!

      Excluir
  7. Pode ser vinagre de vinho branco ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tatiane, não vai ficar agridoce daí, a não ser que você pese a mão no açúcar. O vinagre de vinho branco é super forte e nada aromático como o de maçã. Eu diria para você testar, mas não vai ficar parecido. ;)

      Excluir
  8. Amei o estar puta e correr pra cozinha !!!!kkk





    ResponderExcluir
  9. Anônimo10:21

    Flavia tambem sou curiosa da cozinha e não uso medidas tudo na base da intuição, estou esperimentando fazer geleias e não gosto de usar muito açucar , ainda ontem fiz uma de framboesas e usei um espeçante natural, a base de casca de maracuja para engrossar sem muito açucar e tambem gosto das frutas quase inteiras, então coloquei agua, açucar e umas duas colheres sopa de pectina de maracuja (ferva na pressão dois maracujas sem as sementes por cerca de 10 a 15 minutos descarte a parte esterna a casquinha amarela , use a polpa batida no liquidificador, dá consistencia sem alterar o sabor) só acrescento as frutas no final e deixo ferver uns 10 minutos.

    ResponderExcluir
  10. Olá! Fiquei com dúvida, nestas conservas vai alguma quantidade de água?

    ResponderExcluir