19 de setembro de 2012

pseudo yakisoba em dez imagens

O hashi mais feio do Brasil habita a minha gaveta de talheres. E o pior olho pra acertar o foco fica na minha cara.

Sábado o Chile foi ao Mercado Municipal aqui de Curitiba (que eu ainda não conheço) e ficou maluco. Passou duas horas lá enquanto eu, com o almoço pronto, fiquei puta da cara que ele não aparecia. Trouxe várias coisas legais, entre elas, shitake fresco. Inventei um yakisoba vegetariano para o domingo e emprestei a câmera dele pra fazer umas fotos.

Vocês já conhecem minha tara por cogumelos (e caso não lembrem ou não conheçam, olhem aqui, aqui e aqui), e também sabem que faz muito tempo que não preparo carne (linguiça não conta, é só jogar na frigideira!). Como o Chile cortou decididamente carne e diminuiu o consumo de laticínios, não dava pra fazer shitake com molho branco ou na manteiga. O que não foi problema: compramos shoyu e macarrão especial para yakisoba e eu, bem brasileira, fui dando um "jeitinho" no almoço.

Não, não é um yakisoba de verdade. Não, não tem acelga. Não, não tinha óleo de gergelim. Mas ficou tão bom quanto e é sempre ótimo variar!

A receita abaixo rendeu quatro porções - o suficiente para duas pessoas esfomeadas.

Cogumelos paris e shitake no lugar de carne.


200 gramas de cogumelos paris
200 gramas de cogumelos shitake
1 cebola pequena picada
1 colher de chá de gengibre picado
1 colher de chá de páprica doce
um punhado de vagem (veja na foto)
1 cenoura pequena em fatias finas
pimentões vermelho, amarelo e verde em fatias finas
shoyu a gosto
250 gramas de macarrão para yakisoba


Lavar os cogumelos, a vagem e a cenoura.


Tudo picado antes de começar a pilotar o fogão - assim não tem perigo de queimar.


Em uma frigideira grande, coloquei um fio generoso de azeite de oliva e refoguei a cebola e o gengibre com a páprica por cerca de um minuto. Depois, coloquei os pimentões, a cenoura e a vagem e reguei com mais azeite, mexi e tampei até murcharem também. É importante colocar os cogumelos depois porque eles soltam muita água e não deixariam os outros legumes amaciarem. Com a panela tampada, deixei cozinhar por cerca de cinco minutos, espiando de vez em quando para não secar a água. Enquanto isso, cozinhei o macarrão em água fervente. A vagem, que já estava macia, termina o cozimento na água dos cogumelos. Acrescente shoyu e finalize com cebolinha picada. 


A quantidade de gengibre é ligeiramente menor que a de cebola. É ele quem dá o sabor dos vegetais e deixa o prato com cara de yakisoba.

Pimentões vermelho, amarelo, verde e cenoura e vagem picadas.

Refogar tudo antes de adicionar os cogumelos.

Os cogumelos vão por último, porque soltam muita água. Assim, a vagem acaba de cozinhar enquanto os cogumelos amolecem (e diminuem consideravelmente de tamanho!).

BANZAI!!! Achei que essa foto pedia a interjeição. Enquanto os cogumelos murcham e soltam água, ferver mais ou menos 250 gramas de macarrão para yakisoba. 

Essa é a cara final do molho. Certifique-se de que os cogumelos estão macios e que a vagem está no ponto e adicione o shoyu.

6 comentários:

  1. Eu já te falei que gosto dos japoneses? hahah
    Perece uma delícia, Flá.
    E quem tem hashis tortinhos sempre tá em vantagem em relação a quem não tem nenhum e fica tentando comer civilizadamente o bifum com talheres...

    Sabe de uma coisa engraçada? Nunca compro pimentão.
    Não sei porque. Quando vou cozinhar nunca penso em pimentão, mas eu gosto deles.
    Vai saber...

    Beijos, pequenita!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lá no Bronco Billi os pimentões geralmente estão lindos e com preços camaradas. Não resisto e compro um de cada cor. :)

      Excluir
  2. CARA QUE COISA QUE PARECE SER TAO DELICIOSA!!!!

    ResponderExcluir
  3. Nhammm! Que lindo! Eu não sabia do gengibre nem do óleo de gergelim, sempre fiz sem. E também amo cogumelos <3 tô na busca de alguma feira q venda mais barato q nos mercados :~
    Aliás, abriu um árabe maravilhoso e baratex aqui no centro que precisas ir! Volta logo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Preciso mesmo! Quem sabe em janeiro? :)

      Excluir