31 de outubro de 2012

torta de legumes, um clássico




Essa eu faço em todo aniversário ou quando tenho que alimentar mais de três pessoas, porque rende bastante e dá pra comer quente, frio ou gelado. Não sei como não postei essa torta antes. Talvez tenha postado, mas não achei. Enfim, o recheio vai de acordo com o que tiver na sua geladeira. Eu fiz uma vegetariana, claro. A receita da massa é da minha avó, não sei de onde ela tirou. Às vezes, não dá o ponto só misturando tudo. A massa tem que ficar espessa, mas quase líquida. Cês vão saber quando estiverem diante de um ponto legal: a massa escorre da colher lentamente.


Recheio
4 dentes de alho
1 e 1/2 cebola
1/2 pimentão vermelho
1/2 pimentão amarelo
Azeite de oliva

Refoguei tudo de uma vez em uma panela grande.


Alho, cebola e pimentões refogando com azeite de oliva.

1 cenoura grande em cubinhos
1 abobrinha grande em cubinhos
1 berinjela grande em cubinhos
Um punhado de vagens cortadas de um tamanho adequado para uma garfada
1/2 brócolis (uso até o talo)
cerca de 1 xícara de milho (cozinhei três socas e retirei com uma faca)

Quando o alho, a cebola e os pimentões estiverem macios, acrescentar a berinjela e mexer bem. Depois que soltar água e murchar, acrescentar a cenoura e a vagem e deixar mais uns minutos no fogo, até ficarem macios. O brócolis e a abobrinha vão crus porque vão "cozinhar" durante o tempo no forno. O milho, por já estar cozido, vai ao final também.


Depois, refogar a berinjela, as vagens e a cenoura. A abobrinha e o brócolis são misturados depois que o fogo é desligado.




Massa
1 xícara de leite
1 xícara de óleo
1 xícara de água
1 xícara de trigo
1 xícara de amido de milho
1 colher de sopa de fermento químico
sal e salsinha para temperar

Bater tudo no liquidificador (exceto o fermento e a salsinha). Depois que os ingredientes misturarem bem e estiver no ponto, bater a salsinha junto. A quantidade depende de quão verde você quer a massa. No final, bater rapidamente para misturar bem o fermento. 

Montar a torta em uma forma untada com manteiga, margarina ou óleo. Metade da massa vai embaixo. Depois, espalhar bem o recheio e cobrir com o restante da massa.


Uma ideia legalzinha: assar tortas e bolos em pratos fundos. Aqui, comi com pebre, um vinagrete chileno. A "carinha" do rango não foi intencional.

Um comentário:

  1. Um dia ainda descubro porque não tenho a capacidade de acertar tortas de liquidificador.
    Mas acho elas ótimas :)
    E já tava pensando em perguntar sobre a carinha, daí tu respondeu de antemão, e zás...

    :*

    ResponderExcluir