24 de janeiro de 2013

monocromia: risoto de alcachofra



Da série 'ingredientes caros que viram gororoba com aspecto duvidoso': risoto de alcachofra. Há umas duas semanas resolvi comprar fundo de alcachofra em conserva e ver qual era. A única certeza que tenho da alcachofra é que acho uma palavra ótima de falar (al-ca-cho-fra. na verdade, é uma palavra feia, cheia de sílabas e fonemas feios, salve o 'ca'). Só tinha comido umas duas vezes, cozida na água e com molho de limão, azeite e sal. Coisa que os chilenos me apresentaram. Simples e sensacional.

Catei meu livro do Jamie Oliver atrás de um risoto e fui pra cozinha. Claro que não fiz nada do jeito que ele ensina, então aí vai minha versão:


1/2 colher de sopa de manteiga sem sal
1 colher de sopa de azeite de oliva
1 dente de alho esmagado e picado bem miudinho
1/2 cebola picada bem miudinha também
cerca de 1 xícara de vinho branco
1 xícara de arroz arbório
água fervente (se você tiver algum caldo caseiro, use!)
4 fundos de alcachofra em cubinhos
sumo de um limão
raspas de um limão, cominho, hortelã fresca e sal
queijo (usei gouda porque era o único que eu tinha em casa)

Derreti a manteiga com o azeite de oliva no fogo baixo e acrescentei o alho e a cebola, mexendo de vez em quando pra não queimar. Dourou. Coloquei o arroz e fiquei mexendo pra não grudar. 

Depois que ele começou a grudar um pouco, coloquei vinho até o nível que estavam os grãos, por isso acho que era mais ou menos uma xícara. Como é álcool e álcool evapora bem mais rápido que a água, quase queimou. Mas não queimou, que bom. Fui juntando aos poucos a água fervente e mexendo sempre, pra não grudar. Esse é o lance do risoto, mexer sempre. Eu acho um saco, mas mexo.

Quando o arroz ficou macio, acrescentei a alcachofra, mais um pouco de água e mexi por mais uns cinco minutos, até tudo ficar com a textura ideal. Antes de desligar, adicionei o cominho, o sumo de limão, um pouco mais de manteiga e mexi bem pra misturar tudo. Desliguei, coloquei queijo e as raspas de limão e comi com folhas de hortelã frescas. Quem ensinou foi o Jamie, achei que fica interessante.




Eu esperava uma explosão de sabor, mas como a alcachofra é suave tem que cuidar pra não pesar a mão no tempero e afogar o gosto dela. Triste, mas acho que exagerei no limão. E acabei de experimentar um déjà vu bizarro ao escrever esse parágrafo. Dizem que é um artifício do cérebro quando ele tá cansado. Enfim. Merda.

Um comentário:

  1. Ai que felicidade chegar no trabalho e ver que tem post novo :)
    Devem fazer alguns (muitos) meses que não como risoto... Este me deu vontade, vamos ver o que sai na minha cozinha hoje..

    ResponderExcluir